Diafanes Spring Tour ’11 (Diário – parte 12)


11 de Marco

Hoje, como sempre acontece quando estou em turnê, acordei antes de todos por volta das 9:00. Quando me conectei na internet recebi, através de uma mensagem por email de uma amiga, a terrível noticia do terremoto no Japão. Procurei as notícias e fotos em diversos sites e quase não consegui acreditar! Imediatamente eu me recordei das ruínas de Kobe que vi quase um ano depois do grande terremoto de 95, lembrei de como o povo daquela cidade ainda sofria muito suas perdas. Eu não consegui me conectar a internet depois disso, mas a impressão que tive pelas fotos, e de que esse terremoto foi uma catástrofe bem maior do que aquele de 95. Torço para que não tenha sido, e me solidarizo com o povo japonês! Eu amo o Japão, seu povo e cultura, e espero que eles passem por essa nova catástrofe com a mesma dignidade e competência que tiveram para reconstruir sua nação por diversas vezes.

Levantamos e nos despedimos da Renee, foi bem legal rever o Dave e a Renee depois de quatro anos. Partimos de viagem para Warrensburgh, MO, 300 milhas para o Sul. O clima estava bem melhor, uns 10 graus centígrados, deu até para tirar o casaco.

Depois de umas 4 horas de viagem, chegamos a Warrensburgh, uma cidade pequena e simpática. Esse show foi fechado em cima da hora, depois de vários desencontros com o dono do bar, e por conta disso, infelizmente, não deu para rolar o show do Eric. O nome do bar que tocamos e The 400, curiosamente o mesmo nome de um bar que tocamos duas vezes em Minneapolis em turnês passadas.

Francamente esse foi o show que menos gostei da turnê ate agora. O som do lugar não era muito bom, acabamos não nos adaptando muito bem e erramos partes que normalmente não erraríamos. É normal acontecer um show no qual a banda rende um pouco menos em uma turnê, dessa vez foi esse em Warrensburgh. Contudo, o público de lá gostou muito do Diafanes, o dono pediu para autografarmos um poster e disse que o deixaria pendurado na parede para sempre. Acabamos vendendo bastante CDs e camisetas, então valeu a pena porque abrimos mais uma porta aqui nos EUA.

Depois do show não encontramos nenhum hotel por perto. Tive de dirigir umas 150 milhas até que a gente encontrasse um hotel. Impressionante como em algumas regiões do EUA fica difícil descolar um hotel. Nessas nossas turnês, nós já ficamos diversas vezes viajando por dezenas ou centenas de milhas em busca de uma hospedagem para passar a noite. Agora já estamos acomodados e o negocio é dormir bem para ir para Webb City amanha.

Diafanes em Warrensburgh, MO. The 400 – 11/03/11

A New Melody
Love In
Open Your Eyes
Inside Me
See Thru
In Your Pockets
W.G.Y.U.
Buried Dreams

Warrensburgh, MO. The 400 - 11/03/11

Warrensburgh, MO. The 400 - 11/03/11

Warrensburgh, MO. The 400 - 11/03/11

About cirovisconti

Guitarrista do Diafanes, professor do Conservatório Souza lima e colaborador da Revista Guitar Player myspace.com/cirovisconti myspace.co
This entry was posted in Bate papo musical, Diafanes, Diafanes Spring Tour ’11 (diário da turnê), Divulgação, Guitarra. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s