Sistema Modal X Tonal


Gostaria de saber a definicao e as diferencas entre o sistema modal e o tonal. (Anônimo, via formspring.me)

Existiram alguns tipos de sistemas modais diferentes ao longo de toda a história da música. Entre os mais conhecidos estão o sistema dos modos gregos, que foram organizados ainda na Grécia antiga, e os modos eclesiásticos ou litúrgicos, que foram organizados pelo Papa Gregório I no séc. VI. Todos os sistemas modais são formado por apenas uma escala que pode ser tocada ou cantada de diversas maneiras (modos).

Os modos litúrgicos, por exemplo, eram maneiras diferentes de se cantar a escala Natural (Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si e Dó). Ao fazer uma melodia que utilizasse a nota Ré como fundamental (o nome usado na época era finalis), essa seria uma melodia Dórica, se a fundamental fosse Mi a melodia era Frígia e assim por diante. Dessa forma é errado pensar em um modo como uma escala, um modo na verdade é uma maneira de se tocar ou cantar com uma escala.

Os sistemas modais são considerados sistemas “fechados” pois as melodias são feitas sempre com as mesmas notas de uma escala, alterando a fundamental de um modo para o outro. Por isso alguns autores consideram as músicas folcóricas com pentatônicas como modais, pois são compostas sempre com as mesmas 5 notas. Daí você poderá pensar em sistemas modais sobre as escalas hexafônicas, octatônicas, etc… No entanto, apesar de serem fechados, esses sistemas modais não são de modos gregos ou litúrgicos.

O sistema tonal foi uma espécie de condensação dos modos litúrgicos em dois modos: o Maior e o Menor. Isso quer dizer que a dissolução do sistema dos modos litúrgicos deu origem ao sistema tonal no séc XVII. Nesse sistema uma nota e um acorde terão papel principal, e daí serão produzidos uma escala (maior ou menor). A tonalidade é formada por todos os acordes possíveis montados com essa escala e cada um desses acordes passa a ter uma função (Tônica, Dominante ou Subdominante). A tonalidade pode ser transposta para qualquer nota e com isso temos diversas tonalidades maiores e menores.

Como uma escala no sitema tonal é formada por sete dos doze sons possíveis dentro de uma oitava, por vezes outros sons podem entrar em melodias e acordes (como nas dominantes secundárias por exemplo). Isso quer dizer que mesmo em uma música em Dó Maior podem acontecer alguns sons alterados (sustenidos e bemóis) em melodias ou acordes, e por isso o sistema tonal é considerado um sistema “aberto”.

About cirovisconti

Guitarrista do Diafanes, professor do Conservatório Souza lima e colaborador da Revista Guitar Player myspace.com/cirovisconti myspace.co
This entry was posted in Estética musical, História da música, Teoria e estruturação Musical. Bookmark the permalink.

3 Responses to Sistema Modal X Tonal

  1. Pingback: 2010 in review | Ciro Visconti's Blog

  2. marcel says:

    this are very ugly

  3. Obrigado says:

    E sobre cada nome de modo grego ter sido adotado por ser cultural de povos que as utilizavam em dados períodos?
    E sobre os sistemas modais orientais?
    E sobre o sistema Pós tonal?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s